Prefeitura Municipal de Dores de Guanhães

PREFEITURA MUNICIPAL DE

DORES DE GUANHÃES

FEIRA-LIVRE TRAZ PRODUTOS DO CAMPO, LIVRE DE AGROTÓXICOS E IMPULSIONA A ECONOMIA FAMILIAR.

FEIRA-LIVRE TRAZ PRODUTOS DO CAMPO, LIVRE DE AGROTÓXICOS E IMPULSIONA A ECONOMIA FAMILIAR.

A Feira do produtor rural é realizada todas as sextas, sempre de 07h as 12h, desde 2017, com o objetivo de unir economia e produção orgânica, estreitando a relação entre comida e cultura e prezando pela escolha dos alimentos mais saudáveis, pela qualidade e pela consciência do ato de consumir o produto agrícola. A Feira é organizada pela Secretaria Municipal de Agronegócios, em parceria com os produtores rurais de Dores de Guanhães. A Feira reúne produtores de orgânicos e oferta produtos como: hortifrútis, quitandas caseiras, condimentos, conservas, queijos, ovos, frangos, mel, além plantas ornamentais, artesanato e vários outros produtos tradicionais da agricultura familiar. A feira conta atualmente com uma média de 10 Feirantes.

A implementação do ticket feira livre, iniciativa de sucesso do setor agro local, veio para impulsionar a economia Dorense, pois, mensalmente serão injetados no comercio local, cerca de 8 (oito) mil reais. O ticket funciona da seguinte forma: A Prefeitura Municipal fornece para todos os servidores municipais um Ticket mensal no valor de R$20,00 que fica condicionado a ser consumido na Feira Livre Municipal de Dores de Guanhães. Com isso fomenta-se a Feira e garante a renda para as famílias que comercializam seus produtos.

“O que desejamos com essa iniciativa, que já levou mais de 400 pessoas à Feira, é estimular a economia local e a agricultura familiar, além de disseminar conhecimentos sobre economia agrícola. Queremos criar um contato direto entre produtores e consumidor final, mostrando para o público Dorense e visitantes, o quanto Dores de Guanhães possui de riqueza, diversidade e qualidade no seu setor agrícola”, explica o Prefeito Municipal, Sr. Joao Eber Barreto Noman.

Para o Secretário Municipal de Agronegócios, Sr. Anderson Vieira Teodoro, este é o momento de começar a colher os frutos de um trabalho árduo, porém, gratificante, pois, foram dias de luta, perseverança e persistência, para que a Feira Livre pudesse se tornar uma realidade sustentável, onde os produtores pudessem ter uma garantia de comercialização e renda para suas famílias.

Cassia Maria Rabelo Andrade, 58 anos, moradora da Comunidade da Ressaca, fala do benefício que a Feira livre trouxe para sua família. “Desde que começamos, não foi fácil, tivemos muita persistência porque no início enfrentamos dificuldades até mesmo referente a falta de clientes. Mesmo a Prefeitura nos apoiando com o transporte, acompanhamento técnico, sementes, adubos, aração das terras. Mas hoje graças a Deus a feira é realidade e isso irá contribuir em muito para o aumento de nossa renda, sem dúvida.” Declara a agricultora familiar, Cássia Rabelo.

Fechar Menu